Durante anos e anos e sempre que viajava ouvia o meu pai perguntar vezes sem conta…”já trataste do seguro de viagem?” E eu quase que meio que obrigada lá fazia um seguro qualquer, só para despachar e não o ouvir mais. Pior ainda, nunca parava para pensar “e se algo acontecer…???”

A idade é de facto um posto e hoje recordo das tantas viagens que fiz em inconsciência total!

A verdade é que decidimos viajar, escolhemos o destino criteriosamente, planeamos tudo, desde a mala aos hóteis, desde os spots a visitar, aos resaurantes…mas quase nunca mesmo contamos com os “ses” da viagem…Se perdermos o avião, se a mala for extraviada, se adoecermos ou precisarmos de assistencia médica, se algum familiar adoecer e tivermos de regressar mais cedo, se perdermos os documentos…

Não se julguem deuses, a verdade é que aqui ou ali, um dia efectivamente algo acontece…

Posso dar-vos um pequeno exemplo, felizmente menos grave, numa viagem recente que fiz. O inesperado aconteceu, perdi o voo de ligação para Portugal por atraso da companhia, consequentemente perdi um trabalho importante porque só tive voo de regresso no dia seguinte. A companhia aérea assumiu as despesas de estadia, mas assim que cheguei a Portugal accionei o seguro de viagem, que foi escolhido sem grande critério confesso, e qual não foi o meu espanto, apesar da apólice assegurar estas situações, neste caso particular conseguiram descartar-se de uma forma exemplar. Conclusão, finalmente precisei do seguro e este não me serviu de nada, e isto apenas e somente porque não me preocupei com o tipo de seguro que fiz…

A partir desse momento fiz questão de pesquisar os mil e um seguros do mercado e ignorei publicidades e sensionalismos e por essa mesma razão decidi escrever este artigo, para partilhar a minha experiência e vos influênciar de uma forma positiva.

Deixo-vos aqui situações ter a em conta quando se decide por  um seguro de viagem:

  • Cobertura de Despesas Médicas no estrangeiro
  • Perda/Extravio de Bagagem
  • Cancelamento de viagem
  • Transporte e repatriamento
  • Interrupção de viagem e regresso antecipado por motivos de doença ou acidente de familiar, entre outras igualmente importantes para quem viaja dentro e além fronteiras

São mil e uma possibilidades que nunca prevemos mas que, invariavelmente nos acontecem em viagem, nem que seja uma vez na vida. O segredo está em viajar de consciência tranquila e ter a noção que as coisas não acontecem só aos outros…

Deixo-vos aqui um mimo, a partir deste mês de junho têm 15% desconto nos seguros de Viagem da Allianz Assistance com o Código de desconto  #ruteobadia através deste link e do link do banner que ficará diponível sempre no meu blog.