Viver mais e melhor é sem dúvida o sonho de qualquer ser humano!

Apesar das vidas doidas e meio consumistas que levamos, todos nós sabemos que isso não depende tanto do dinheiro que se tem, mas da forma como se vive a vida! Um tema que me chamou a atenção recentemente foi o facto de existirem zonas do planeta, onde as pessoas vivem mais. São 5 regiões demográficamente bem identificadas, onde os habitantes batem recordes de longevidade, existindo inclusivé estudos acerca do assunto!

Aqui há uns anos atrás, o Belga Michel Poulain estudou a longevidade da população da Sardenha, estudo esse que chamou a atenção da National Geographic. Em busca de respostas, Dan Buettner, um empresário americano, juntamente com a National Geographic Society, iniciaram um estudo profundo que durou cerca de 10 anos. Nesse estudo foram estudadas e identificadas outras 4 regiões, que concentram igualmente altas taxas de longevidade.

A estas zonas deram o nome de “Blue Zones” ou “Zonas Azuis”. Uma ilha japonesa, uma região peninsular da Costa Rica, um vilarejo montanhoso na Itália, uma comunidade religiosa nos EUA, outra litorânea na Grécia. Espalhadas ao redor do mundo, essas cinco zonas têm uma característica em comum: parece que aqui a morte demora mais a chegar!

Todos esses locais compartilham exatamente 9 características que permitem que eles vivam muito mais, curiosos?

1 – Movimentam-se naturalmente

2-Encontram formas de liberar o stress(rezam, meditam, dormem, reuninem-se com os amigos)

3 – Comem menos.

5 – Bebem com moderação.

6 – Praticam a fé.

7 – Valorizam o amor, colocando s família e amigos em primeiro lugar.

8 – São sociáveis. Construir uma rede social que apoia comportamentos saudáveis.

9 – Conhecessem a sua missão e são gratos.

Aqui ficam as 5 zonas identificadas como Azuis!

ILHAS DE OKINAWA, JAPÃO

Os Japoneses sempre foram icónicos na arte de viver mais e não é de estranhar que uma das zonas azuis seja no Japão, mais precisamente nas Ilhas de Okinawa. Okinawa é uma província que fica mais ao sul do Japão, composta por cerca de 169 ilhas que formam o arquipélago de Ryukyu. Esta zona é recordista em população centenária, e por esse motivo a região é alvo de diversos estudos.

Os Okinawanos idosos não comem muito, eles tem uma prática chamada de hara hachi bu, que significa comer até estar 80% satisfeito, fazem exercícios físicos e mentais diariamente e levam uma dieta rica em fibra, vegetais e fruta.

SARDENHA, ITÁLIA

Igualmente parte desta lista está uma ilha do Mar Mediterrâneo e região autónoma da Itália, a Sardenha, em especial nas províncias de Ogliastra e Nuoro. Genética e hábitos alimentares mediterrâneos são duas das explicações para os índices elevados de longevidade, mas a Sardenha é também conhecida por ser um lugar de ar puro e saudável, longe da poluição tóxica que provoca o evenvelhecimento precoce.

LOMA LINDA, NOS EUA

Parece até estranho uma das zonas azuis ser na California, onde impera a cultura do fast food, mas esta cidade é sem dúvida a excepção à regra. Em Loma Lima as pessoas têm uma média de vida 10 anos a mais que a média dos americanos, e essa longevidade está diretamente ligada à religião da comunidade. Os adeptos da Igreja Adventista acreditam que a longevidade está diretamente relacionado ao respeito que temos pelo nosso corpo e graças a essa crença, praticam uma rigorosa rotina que inclui alimentação saudável, exercícios físicos e descanso. Não fumam, não consomem álcool e levam uma dieta totalmente vegetariana.

ICÁRIA, NA GRÉCIA

Icária, uma ilha grega, fica localizada no Mar Egeu, a sudeste da ilha Samos, chegou a ser objeto de um artigo do jornal americano The New York Times em 2012 intitulado “a ilha onde as pessoas esqueceram de morrer”. O local também é conhecido por ter uma baixa incidência de doenças graves, como cancro e doenças cardíacas. Um dos maiores segredos dessa longevidade está relacionada a dieta dos gregos. Eles consomem vegetais, grãos, peixes e muito azeite, alimentos tradicionais da gastronomida mediterrânea. Outra das fantásticas características desta ilha é dormirem a sesta e não se importarem muito com o relógio. 

PENÍNSULA DE NICOYA, NA COSTA RICA

A Península não só é uma zona azul como é considerada a maior delas, o local onde existem mais pessoas acima dos 100 anos. Isso pode estar diretamente relacionado com as propriedades “mágicas” das águas de Nicoya, ricas em cálcio e magnésio, que contribuem com o fortalecimento dos ossos e músculos.

Os habitantes desta peníncula têm muita fé, ótimos hábitos alimentarescompostos basicamente por frutas e cereais, ricos em antioxidantes, consomem pouca carne vermelha e dormem todas as noites 8 horas de sono.

Dá vontade de mudar para um destes locais tão especiais, certo? Bom, na verdade, sabemos que da morte ninguém escapa, mas esta é a prova viva que o nosso estilo de vida está diretamente relacionado com a nossa longevidade.

Quanto a mim, podem crer que já meti algumas destas zonas na minha Bucket List!